We've updated our Terms of Use. You can review the changes here.

Pior Que Estragado

by Por Assim Dizer

/
  • Streaming + Download

    Includes high-quality download in MP3, FLAC and more. Paying supporters also get unlimited streaming via the free Bandcamp app.
    Purchasable with gift card

      name your price

     

1.
Tem calma, recosta se não dormes, ficas maldisposta Livra-te dos sonhos mal esquecidos pela razão nas traseiras do coração Deixa arder sem culpa que o caos é uma ordem por decifrar O fogo aguarda enquanto se ergue um novo promissor Derrete-me, meu amor, derrete Devolve a dor a quem doer dá-lhes razão de ser Deixa arder sem culpa que o caos é uma ordem por decifrar
2.
Desculpa perfeição não te reconheci com o fardo do mundo nos teus olhos Sabendo nós que os afectos são pequenos fetos de emoção Tanta vitória numa só Ser sem espaço Sair da ubiquidade Para o momento Escolhes a abnegação mas não sei se o céu é para ti Sabes que adorarão as tuas raízes Tanta vitória numa só Ser sem espaço Sair da ubiquidade Para o momento
3.
O meu instinto entorpeceu, o meu em breve estarei lá pode ficar para amanhã porque o futuro não tem lugar, o que nunca foi ocupa menos espaço, o que eu não faço para não ter que fazer. Quem te bote uma mão quando passar a vertigem, quem te ampare quando o mundo for vão. Lembro-me do pai Pinto me fazer um pedido e mesmo sendo incapaz tentarei vê-lo cumprido: tomar conta da Leta sem saber em que dias. Ias na seta do tempo e sei que olhaste para trás. Quem te bote uma mão quando passar a vertigem, quem te ampare quando o mundo for vão.
4.
Dedos 04:34
Querias ter a nomenclatura de ter, querias saber se eu vou ceder mas eu não te sei dizer. Não tenho o que esquecer e troco o meu melhor pelo que puderes ser. Mas meu amor, isto não é dor, isto é sofrimento, meu passatempo, teu divertimento. A fingir é que a gente se entende que o sentido é uma memória. És o teu próprio pai. Um arbitrário improviso da percepção, É boa fé da imaginação, lembremos então que o sentido é apenas uma memória. Preciso que me digas que sou boa pessoa de modo a poder voltar a ser uma merda em paz, que engane e que doa bem no faz de conta que não se é ninguém. Mas minha flor, isso não é amor, essa paixão forreta, que imposturice, cona-borboleta. A fingir é que a gente se entende que o sentido é uma memória. És o teu próprio pai. Um arbitrário improviso da percepção, É boa fé da imaginação, lembremos então que o sentido é apenas uma memória.
5.
Quiseste conquistar a aparência de um bem, bem sei. Só mais um meio para conseguires provavelmente ser inteira e dormir um sono decente. E o bem deu voz à memória ainda quente de um abraço com propriedade. Obrigado, meu amor, perdoa-me e sorri ante a causa da sorte. Amanhã selarei em ti a parte de trás de um suspiro, serás também o meu vazio, o meu retiro. Tentarei moldar um rosto na tua alma, tentarei forçar uma rima na palma de uma mão tua, ou talvez na barriga. Uma rima bonita, talvez consiga.
6.
Que Cena 03:18
Eu sou um cão que fuma, que cena, leviano, só quero atenção, tinhoso, não tenho direcção, só ando aqui por ver os outros andar. Eu sou um cão que fuma levado na espuma dos dias, na bruma das noites, sabias que mais vale uma na mão do que oito a fazer sentido. Tenho boas histórias, mas já são antigas. Fiquei num outono esquecido, desfalecido carmesim, há mil e uma ideias atrás, a cento e vinte juventudes à hora. Eu sou um cão que fuma levado na espuma dos dias, na bruma das noites, sabias que mais vale uma na mão do que doze a fazer sentido. Tenho boas histórias, mas já são antigas, não é feitio, é o meu defeito, trago coisas velhas no peito
7.
Menos mal é quase melhor, e ainda bem, nada mau. E é tão bom não ter o que esquecer, que o mais certo é estar errado e ficar Pior que estragado. Nunca pior, cá estamos, vamos indo. Nada melhor que um mais ou menos Se fosse sempre bom não ia saber tão bem e é pra custar e ficar Pior que estragado.

credits

released July 10, 2021

Música e letras de André Nunes.

Gravado e produzido por André Nunes na Pomba de Prata de Paranhos, menos a bateria na "Um Cochilo a Meio da Tarde em Memória da Mãe Leta" que foi gravada pelo André Cardoso no Mindset Studios, e a voz no refrão da "Dedos" que foi gravada pelo André Lazy Tavares no Cubo d'Ensaio.

Voz de Joana Rodrigues em "Canção dos Contrários", "Um Cochilo a Meio da Tarde em Memória da Mãe Leta", "Sorrisos Secretos", "Que Cena" e "Pior que Estragado".

Voz de André Tavares na "Dedos".

Solo de guitarra de Ricardo Menezes na "Canção dos Contrários".

Voz de Gil Barbosa na "Dedos".

Artwork por André Nunes e Crispim Abreu.

license

all rights reserved

tags

about

Por Assim Dizer Portugal

contact / help

Contact Por Assim Dizer

Streaming and
Download help

Report this album or account

Por Assim Dizer recommends:

If you like Por Assim Dizer, you may also like: